5 Seminário NUPPAA 2022 – Professores por Grupo de Trabalho

5o Seminário NUPPAA 2022

Reconstrução das Capacidades Estatais, Novas Coalizões e Visões de Futuro na América Latina

5, 6 e 7 de dezembro, 2022. (UNILA – Foz do Iguaçu/PR)
Evento presencial e híbrido: Zoom,YouTube/Fórum de Ciência e Cultura-UFRJ e Facebook NUPPAA

Professores por Grupo de Trabalho

Maria Antonieta Leopoldi (UFF, INCT-PPED)

Maria Antonieta Leopoldi (UFF, INCT-PPED)

Doutora em Ciência Política na Faculty of Social Studies - University of Oxford. Professora do Departamento de Ciência Política da UFF, atuando no Programa de Pos Graduação em Ciência Política da UFF e no Programa de Pos Graduação em Politicas Publicas, Estrategias e Desenvolvimento da UFRJ como professora colaboradora. É pesquisadora do INCT/Politicas Publicas, Estratégias e Desenvolvimento com projeto na área de Elites Estratégicas e Desenvolvimento. Areas de interesse: políticas macroeconômicas e desenvolvimento, Estado e a Economia Política Internacional, instituições e reforma do Estado, Empresas Multinacionais Brasileiras.Foi bolsista da Fundação Ford, da Fulbright e da Hewlett Foundation.

Flavio Gaitán (UNILA, INCT-PPED)

Flavio Gaitán (UNILA, INCT-PPED)

Doutor em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (2009). Atualmente é pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento e professor adjunto da Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Análise Institucional, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento, america latina, democracia, politicas econômicas e politicas sociais. É editor-chefe da Revista Desenvolvimento em Debate, do INCT-PPED. É membro do grupo de pesquisa Pobreza e Políticas Sociais do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais e do Grupo de Estudos Estados, Instituições e Desenvolvimento da Associação Latino-americana de Ciência Política. É lider do grupo de pesquisa Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Proteção Social, registrado no Diretório de Grupos de Pesquisas do CNPq. Também integra os grupos: Grupo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisa sobre Capitais Transnacionais, Estado, classes dominantes e conflitividade na América Latina e Caribe (GIEPTALC) e Centro de Estudos sobre Desigualdade e Desenvolvimento.

Arnaldo Lanzara (UFF, INCT-PPED)

Arnaldo Lanzara (UFF, INCT-PPED)

Doutor em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos - IESP/UERJ. Também é pesquisador vinculado ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED) e ao Grupo de Pesquisa Futuros da Proteção Social do Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz - CEE/Fiocruz. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase na área de Estado, Políticas Públicas e Cidadania. Atualmente é professor adjunto de Ciência Política e Políticas Públicas no curso de Administração Pública do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal Fluminense - ICHS/UFF e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Desenvolvimento - PROFIAP/UFF.

Marcela Ferrario (UNILA)

Marcela Ferrario (UNILA)

Doutora em Economia Aplicada - ESALQ/USP. Possui mestrado em Teoria Econômica e graduação em Ciências Econômicas, todos pela Universidade Estadual de Maringá. Estuda e pesquisa os seguintes temas: Distribuição de Renda, Estrutura da Família e Políticas Públicas. Atualmente é docente no curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal da Integração Latino Americana (UNILA)

Carlos Médicis Morel (CDTS-Fiocruz)

Carlos Médicis Morel (CDTS-Fiocruz)

Membro titular da Academia Brasileira de Ciências, é médico pela Faculdade de Medicina da UFPE (1967) e doutor em ciências (Biofísica) pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ (1974), defendendo tese realizada no "Institut Suisse de Recherches Expérimentales sur le Cancer" (ISREC) em Lausanne, Suiça de 1969 a 1972. Foi professor da Faculdade de Medicina e do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasilia (UnB, 1968-1978). Pesquisador senior da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), onde ingressou em 1974, criou o Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular do Instituto Oswaldo Cruz (DBBM/IOC) liderando equipe que se destacou mundialmente pelos trabalhos no campo da parasitologia molecular e biotecnologia. Pelos seus trabalhos científicos e atuação como Diretor do IOC (1985-1989) e Presidente da Fiocruz (1993-1997) recebeu diversas comendas e prêmios, como a Ordem Nacional do Mérito Científico, Classe Grã-Cruz; Prêmio Cidade do Rio de Janeiro em Ciência e Tecnologia; Doutor Honoris Causa pela UFPE; "Honorary Fellow" pela Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene, Londres; Prêmio Samuel Pessoal da Sociedade Brasileira de Protozoologia; Medalha Jorge Careli de Direitos Humanos. Entre 1998 e 2004 foi Diretor do Programa For research on diseases of poverty? na Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra (TDR; https://tdr.who.int/). Neste período participou ativamente da criação de vários programas mundiais de pesquisa e desenvolvimento em doenças negligenciadas: Medicines for Malaria Venture (MMV, 1998); Global Alliance for Tuberculosis Drug Development (TB Alliance, 2000; foi o 1º Presidente do Conselho Diretor desta Organização, atuando neste Conselho até 2007 e 2013-2016); Drugs for Neglected Diseases initiative (DNDi, 2003); Foundation for Innovative New Diagnostics (FIND, 2003; atual membro do Conselho Diretor). Desde 2004 coordena o Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS) da Fiocruz (www.cdts.fiocruz.br) e desde 2008 coordena Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), na área da Saúde (2008-2016: INCT de Inovação em Doenças Negligenciadas, INCT-IDN; 2016 ao presente: INCT de Inovação em Doenças de Populações Negligenciadas, INCT-IDPN). Recentes atividades internacionais: (i) Membro do Scientific Advisory Group on the Origin of New Pathogens (SAGO) da OMS/Genebra, escolhido como o único brasileiro nesse comitê de 27 pessoas, selecionadas entre mais de 800 candidaturas recebidas pela OMS; (ii) membro do corpo editorial do periódico Biosafety and Health (https://www.journals.elsevier.com/biosafety-and-health/editorial-board); (iii) Membro do Conselho Diretor da FIND, Genebra. Suas atividades atuais de P&D&I e ensino focam em inovação em saúde, redes científicas e tecnológicas, prevenção e controle de epidemias/pandemias. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (PPED) do Instituto de Economia da UFRJ. Sua produção científica inclui 112 trabalhos originais publicados em periódicos indexados, 23 capítulos de livros, e 1 livro/manual de laboratório ("Genes and Antigens of Parasites, elogiado na revista Nature: https://www.nature.com/articles/310608a0.pdf). Orientou 20 dissertações de mestrado e 10 teses de doutorado.

Cláudia Chamas (CDTS-Fiocruz)

Claudia Chamas (CDTS-Fiocruz)

É pesquisadora do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Ministério da Saúde. Desde 2007, é professora do quadro permanente do Programa de Mestrado e Doutorado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento, do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE/UFRJ). Nesse Programa, leciona a disciplina "Propriedade Intelectual em Saúde". Assessorou o Ministério da Saúde em questões de propriedade intelectual e acesso (2009-2011). Foi eleita vice-presidente do "Consultative Expert Working Group on Research and Development: Financing and Coordination" da Organização Mundial de Saúde (2011-2012). Possui graduação em Engenharia Química pela UFRJ (1990) e é doutora em Engenharia de Produção pela UFRJ (2001). Efetuou trabalho de pesquisa (2000) e pós-doutorado (2002) no Max-Planck-Institut für Geistiges Eigentum, Wettbewerbs- und Steuerrecht. Realiza atividades de pesquisa, ensino (pós-graduação stricto sensu) e assessoria técnica em propriedade intelectual, com ênfase para os seguintes campos: inovação, saúde pública e propriedade intelectual; padrões de apropriação em fármacos e biotecnologia; e aspectos internacionais da propriedade intelectual.

Liliana Acero (PPED/IE-UFRJ)

Liliana Acero (PPED/IE-UFRJ)

Possui Doutorado em Ciências Sociais - University of Sussex (1983), Supervisor Prof. Tom Bottomore, e Posdoutorado na Universidade de Massachussetts, at Amherst, e na Universidade de Brown, Providence, EEUU (1992-1994)., e na COPPE/UFRJ , Brasil (1984). Foi Professora Titular Visitante Estrangeira no Instituto de Economia e Pesquisador Visitante, Programa de PósGraduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (PPED) da UFRJ ( Brasil); deu um curso eletivo no Programa de PósGraduação em Economia Política Internacional (PEPI), e foi pesquisadora no Grupo de Economia da Inovação e Coordenadora do Projeto de Pesquisa do CNPQ- Universal, Desenvolvimento de Capacidades para a Governança: Visões Sociais e o Debate sobre Células-Tronco no Brasil no Grupo da Economia da Inovação, IE-UFRJ. Atualmente, é professora colaboradora externa no PPED-UFRJ e Professora titular na Maestria de Psicología Humanista da Universidad del Pacífico, Santiago de Chile, no Chile e Professora Associada a Maestria em Gênero, Sociêdade e Políticas, PRIGEPP - Facultade Latinoamericana de Ciencias Sociales (FLACSO) (Sede Argentina) e da Cátedra Regional da UNESCO em Ciência, Tecnologia e Mulher. Foi também Pesquisadora Senior Visitante em SPRU, University of Brighton, Reino Unido (Jan-Junlho 2012); Presidente Honoris Causa e Senior Trainer na Fundación Cuerpo y Energía de Chile. Tem ampla experiência em pesquisa e ensino em diferentes áreas de Ciencias Sociais e Humanidades e em Universidades de diferentes países( principalmente, Argentina, Brazil, Chile, Reino Unido, EEUU e Canada). Trabalhou nas siguintes Universidades: University of Sussex e University of Manchester ( Reino Unido); University of Massachussetts at Amherst and Brown University (EEUU); York University e University of Ottawa (Canadá); Universidad de Chile, Universidad Diego Portales e Universidad Alberto Hurtado ( Chile) ; UNICAMP, UFRJ, USP e Universidade Candido Mendes (Brasil); Universidad de Belgrano, Universidad del Salvador y Universidad de Buenos Aires ( Argentina). A ênfase do seu trabalho é nas Ciências Sociais é a Sociologia, atuando principalmente nos seguintes temas: inovação e impactos sociais de novas tecnologias, emprego, qualidade de vida e qualidade de vida laboral, qualificaçõess, treinamento, saúde e saúde mental, estudos de gênero, grupos domesticos e sexualidade e saúde sexual e reprodutiva; aspectos sociais, éticos de políticas públicas das pesquisas com células tronco e terapias associadas e as novas tecnologías reprodutivas. Se interessa em desenvolver divulgação pública de resultados das suas pesquisas. Desenvolve também trabalho, ensino e treinamento em Psicoterapias Somáticas em diferentes países a nível de cursos de extensão nível Posgrado de redes internacionais de ensino, pesquisa e psicoterapia. Têm publicado em diferentes idiomas a nivel nacional, regional e internacional, principalmente nas áreas de Ciencias Sociais, Psicologia e Estudos de Gênero.

Allan Rocha (ITR-UFRRJ, INCT – Proprietas)

Allan Rocha (ITR-UFRRJ, INCT – "Proprietas")

Professor, Pesquisador, Advogado e Consultor Jurídico em direitos autorais e suas interfaces. Atualmente pesquisa os sistemas e novas formas de apropriação dos bens intangíveis, especialmente aqueles relacionados ao conhecimento, informação e cultura, em particular no que tange à inovação e aos desafios tecnológicos. Professor e pesquisador no curso de Direito no Instituto Três Rios na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (ITR-UFRRJ); no Programa de Pós-Graduação (stricto sensu) em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (PPED), no Instituto de Economia, UFRJ; no curso de pós-graduação lato sensu em Propriedade Intelectual da PUC-RJ; no mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (PROFNIT) no Instituto Federal Fluminense (Campos dos Goytacazes). Consultor em Direitos Autorais da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Diretor Científico do Instituto Brasileiro de Direitos Autorais. Pós Doutorado em Direito Comparado na Faculty of Law, Oxford University. Doutor em Direito Civil pela UERJ. Pesquisador e Vice-Coordenador do Instituto Nacional de Tecnologia (INCT) "Proprietas" (PPGH-UFF). Experiência de Consultoria em Organizações Internacionais (UNESCO, OMPI) e Governo Federal (Ministério da Cultura, Ministério da Saúde).

Leandro Mendonça (UFF, INCT – Proprietas)

Leandro Mendonça (UFF,  INCT – "Proprietas")

Desde 2009 é professor do Departamento de Arte e Estudos Culturais (PURO-UFF), do Programa de Pós-Graduação em Ciência das Artes (PPGCA-UFF) e do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (PPED-UFRJ). No PPGCA é vinculado às linhas temáticas de Estudos Críticos das Artes e Estudos dos Processos Artísticos. Foi Produtor Cultural na mesma instituição entre 1982 e 2009. Possuí graduação em Direito pela Universidade Federal Fluminense (1984) e mestrado (2001) e doutorado (2007) em Ciência da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Realizou estágio de pós-doutoramento na Universidade de Coimbra CEIS 20 (2009-2010) e na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2014-2015). Coordena o NEDAC - Núcleo de Estudos e Pesquisa em Direito, Artes e Políticas Culturais e o LCV - Laboratório de Cinema e Vídeo. Desempenha investigações nas área de cinema, economia da cultura e direito autoral. É membro fundador da Rede Proprietas, projeto contemplado pelo edital INCT, com o projeto internacional: História Social das Propriedades e Direitos de Acesso. Recentemente foi contemplado com a bolsa Jovem Cientista do Nosso Estado/FAPERJ e com o edital Humanidades/FAPERJ

Lia Calabre (PPCULT-UFF)

Lia Calabre (PPCULT-UFF)

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (2002). Foi pesquisadora Titular da Fundação Casa de Rui Barbosa, coordenadora do setor de políticas culturais da Fundação Casa de Rui Barbosa (2003-2019).Presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa (2015-2016). Organizadora do Seminário Internacional de Políticas Culturais (2010-2019). Integrante da Cátedra UNESCO de Políticas Culturais e Gestão. Professora do Mestrado Profissional Memória e Acervos da FCRB (PPGMA). Professora do Programa de Pós-Graduação em Cultura e Territorialidades da Universidade Federal Fluminense (PPCULT-UFF). Professora colaboradora nos MBAs de Gestão Cultural e Produção Cultural da FGV-RJ e UCAM. Professora colaboradora na Maestría en Políticas Culturales (CURE / Universidade de La República do Uruguai e da Especialização Lato Sensu em Cultura e Educação da Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil). Autora de livros, artigos e materiais didáticos, nacionais e internacionais, sobre políticas culturais. Tem experiência na área de políticas culturais, história cultural e política, com ênfase em Políticas Públicas de Cultura, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas de cultura, política cultural, gestão cultural

Márcia Motta (Coordenadora do INCT – Proprietas)

Márcia Motta (Coordenadora do INCT – "Proprietas")

Professora aposentada do Departamento e do Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, onde atuou desde 1992. Tornou-se professora titular da Instituição em 2015. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Agrária, atuando principalmente nos seguintes temas: conflito de terra, apropriação territorial, direito agrário e movimentos rurais. É autora de inúmeros artigos (em revistas nacionais e estrangeiras) sobre a questão agrária. Em 1998 publicou o livro "Nas Fronteiras do Poder: conflito e direito à terra no Brasil do século XIX". Publicou o "Dicionário da Terra" no ano de 2005, pela Civilização Brasileira, reunindo dezenas de pesquisadores e estudiosos da questão agrária no país. O Dicionário foi agraciado, em 2o lugar, no Prêmio Jabuti, categoria Ciências Humanas, em 2006. Neste mesmo ano, a investigadora recebeu o prêmio EDUFF para publicação de coletâneas, com o trabalho: "Terras Lusas: a questão agrária em Portugal". Publicou, em 2018, a segunda edição de seu livro "Nas Fronteiras do Poder", pela EDUFF, inaugurando a Coleção Terra. O resultado de suas pesquisas sobre o sistema de sesmarias foi publicado em um novo livro, "O Direito à Terra no Brasil. A gestação do conflito (1795/1822)". A obra foi publicada em duas edições: a primeira, em 2009, e a segunda, em 2012; ambas pela Editora Alameda. Em 2014, realizou uma investigação sobre a historiografia acerca da história rural no brasil, publicada em livro intitulado: O Rural à la gauche, pela EDUFF., Atualmente é pesquisadora do CNPq e Cientista do Nosso Estado pela FAPERJ. Financiada pela FAPERJ, pelo CNPq e pela CAPES, coordena a Proprietas, grupo que reúne núcleos de pesquisas e pesquisadores nacionais e internacionais envolvidos nos debates sobre o acesso à propriedade e a defesa do bem comum. A Proprietas tornou-se, em 2016, um INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, com o projeto internacional: História Social das Propriedades e Direitos de Acesso. Foi eleita presidenta da Associação Nacional de História para o biênio 2019/2021.

Caetano Penna (INCT/PPED, Delft University of Technology, Holanda)

Caetano Penna (INCT/PPED, Delft University of Technology, Holanda)

Pesquisador do Centro para Desafios Globais da Universidade de Utrecht (Holanda), professor adjunto (em licença) do Instituto de Economia da UFRJ, onde compõe o quadro de professores permanentes da Pós-Graduação em Políticas Públicas, Estratégia e Desenvolvimento (PPED), e consultor-especialista da Diretoria de Tecnologia da FAPERJ.

Renata La Rovere (IE/UFRJ)

Renata La Rovere (IE/UFRJ)

Possui graduação em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1983), especialização em Economia Industrial pela UFRJ (1985), D.E.A em Structures Productives et Systeme Mondial - Université de Paris VII - Université Denis Diderot (1986), França e doutorado em Economia - Université de Paris VII , França (1990). Foi professora visitante do Latin American Studies Center e do Management and Information Systems Department da University of Arizona entre 1991 e 1992 e realizou pesquisa em nível de pós-doutorado no Wissenschaftszentrum da Universidade de Rostock, Alemanha, entre 1995 e 1996. Desde 1993 é professora do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE/UFRJ), ocupando atualmente o cargo de Professor Titular. É pesquisadora do Grupo de Economia da Inovação do IE/UFRJ e participa também de pesquisas da RedeSist e do GESEL, nos seguintes temas: avaliação de políticas de inovação, inovação no setor elétrico, impactos da eletrificação de veículos na mobilidade urbana. Tem experiência na área de Economia Industrial, com ênfase em Mudança Tecnológica, pesquisando principalmente os seguintes temas: geografia da inovação, empreendedorismo, inovação e conhecimento nas empresas, tecnologias da informação e comunicação, desenvolvimento local.

Ana Célia Castro (CBAE, INCT/PPED)

Ana Célia Castro (CBAE, INCT/PPED)

Diretora do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ, professora titular do Instituto de Economia da UFRJ, vice-coordenadora do INCT/PPED, vice-presidente do Fórum Brasileiro de Estudos Avançados (FOBREAV), coordenadora do Núcleo de Políticas Públicas, Análise e Avaliação (NUPPAA), membro do Instituto de Estudos Brasil-China (IBRACH), senior fellow do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI).

Larissa Carolina Barboza Alvarez (CAJUBI)

Larissa Carolina Barboza Alvarez (CAJUBI)

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) e mestrado em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atualmente é doutoranda em Ciências Econômicas no Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), participando das atividades e pesquisas do Núcleo de Economia Agrícola (NEA) e do Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia (NEIT). Desenvolveu pesquisas na área de Economia Agrária e Industrial, com ênfase em métodos quantitativos aplicados à analise das cadeias globais de valor na agricultura, da produtividade e da distribuição de renda. A tese de doutorado irá analizar as mudanças estruturais e o crescimento de longo prazo na economia paraguaia. Atualmente, vive em Asunción e trabalha como Analista Financeira na Divisão de Investimentos da Caja Paraguaya de Jubilaciones y Pensiones del Personal de la Itaipu Binacional (CAJUBI).

Ricardo Ruther (UFSC)

Ricardo Ruther (UFSC)

Professor Titular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com graduação em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS-1988), mestrado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS-1991), doutorado em Electrical and Electronic Engineering - The University of Western Australia (UWA-1995) e pós-doutorado em Sistemas Solares Fotovoltaicos realizado no Fraunhofer Institute for Solar Energy Systems na Alemanha (Fraunhofer ISE-1996) e na The University of Western Australia (UWA-2011). Atualmente é coordenador do Laboratório FOTOVOLTAICA/UFSC (Grupo de Pesquisa Estratégica em Energia Solar da Universidade Federal de Santa Catarina, cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq). É professor visitante convidado no Solar Energy International Online Masters Program da Albert-Ludwigs University Freiburg na Alemanha. Foi coordenador da CE 82-1 da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (Comissão de Estudos Sistemas de Conversão Fotovoltaica de Energia Solar) no período 2000-2010; é Diretor Técnico do Instituto para o Desenvolvimento das Energias Alternativas na América Latina (IDEAL). É membro do Board of Directors da ISES - International Solar Energy Society. Foi fundador e primeiro presidente da ISES do Brasil (Seção Brasileira da International Solar Energy Society), especialista - Elsevier Editorial Services, especialista - International Solar Energy Society. Faz parte do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Energias Renováveis e Eficiência Energética na Amazônia (INCT-EREEA). Tem experiência na área de Engenharia de Materiais e Metalúrgica, com ênfase em Materiais Semicondutores, atuando principalmente nos seguintes temas: energia solar fotovoltaica, célula solar fotovoltaica, geração descentralizada, geração solar e módulos solares fotovoltaicos, veículos elétricos e armazenamento de energia. Membro do Comitê Assessor em Fontes Renováveis de Energia do CNPq (CA-EN) nos períodos 2014-2017 e 2020-2023.

Estela Maria Souza Costa Neves (PPED/IE-UFRJ, INCT/PPED)

Estela Maria Souza Costa Neves (PPED/IE-UFRJ, INCT/PPED)

Doutora em Ciências Sociais pela UFRRJ, é pesquisadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Políticas Públicas e Desenvolvimento (INCT-PPED), coordenadora da linha de pesquisa "Governança dos Bens comuns e serviços ecossistêmicos na economia sustentável”. Atua principalmente nos seguintes temas: política e governança ambiental, política e governança da água, capacidade institucional para governança ambiental e avaliação de projetos e programas no campo Ambiental.

Francisco Duarte (PPED/IE-UFRJ)

Francisco Duarte (PPED/IE-UFRJ)

Possui graduação em História pela Universidade Federal Fluminense - UFF (2008), mestrado (2010) e doutorado (2013) em Política Social pela mesma Universidade. Entre novembro de 2011 e setembro de 2012, realizou estágio sanduíche, financiado pela Capes, na Haas School of Business da Universidade da Califórnia, Berkeley. Entre maio de 2014 e abril de 2016, fez pós-doutorado em Economia, com ênfase em Políticas Públicas, na Universidade Federal de Viçosa - Minas Gerais. Entre março de 2016 e fevereiro de 2018, foi professor visitante de Políticas Públicas no Instituto de Economia (IE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Desde de março de 2016 é professor no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (PPED), sediado no IE-UFRJ, onde integra o Centro de Estudos sobre Desigualdade e Desenvolvimento, liderado pela professora Célia Lessa Kerstenetzky, e o grupo de pesquisa Biodiversidade, Recursos Naturais e Culturais, liderado pelo professor Peter Herman May. A partir de abril 2018 tornou-se pesquisador bolsista de Pós-doutorado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED), financiado pela Faperj (até março de 2019) e pela Capes (até setembro de 2019), junto ao Departamento de Ciência Política da UFF. Entre abril de 2020 e março de 2021, foi bolsista de Pós-doutorado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED), financiado Capes, junto ao Instituto Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Desde março de 2021, é professor substituto no Departamento de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de Brasília (UnB). Possui experiência como consultor na área de avaliação de impactos sociais de grandes empreendimentos. Atua nas seguintes linhas de pesquisa: relações entre empresariado e Estado no Brasil e nos Estados Unidos, com ênfase nas politicas econômica e externa; política social e teoria social; ciência, tecnologia e política; desenvolvimento sustentável; sociologia econômica e neoliberalismo; economia política do desenvolvimento capitalista; responsabilidade socioambiental empresarial; e questões de diversidade.

Mariana Clauzet (PPED/IE-UFRJ)

Mariana Clauzet (PPED/IE-UFRJ)

Formada em Ciências Biológicas (PUC, 2000), com mestrado em Ciência Ambiental (PROCAM/USP, 2003), doutorado em Ambiente & Sociedade (IFCH/UNICAMP, 2010) e pós-doutorado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (PPED/UFRJ, 2021). Atualmente é docente colaboradora no PPED- Programa em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento da UFRJ.orientando alunos de Iniciação Científica e Mestrado e co-orientando Doutorado. Colabora como pesquisadora em projetos de outras Universidades, como a UFRGS, O instituto de Pesca de SP, UFRN, UNISANTA e Virgínea Tech, nos USA. Faz parte do grupo de Politicas Públicas do INCT - Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia e integra o Instituto de pesquisa Fisheries and Food Institute/FIFO (fisheriesandofood.com). Como pesquisadora, possui ampla experiência em coleta de dados, tendo realizado diversos trabalhos de campo e cursos em congressos, inclusive internacionais, os quais a qualificaram para interpretação e discussão de dados e produção de relatórios e publicações sobre diagnóstico, avaliação e monitoramento de diversos aspectos da ciência ambiental. Quando completou seu doutorado (2009), Mariana incorporou à sua experiência trabalhos de consultoria voltados ao meio ambiente, relacionados a identificação e mediação de conflitos socioambientais entre os diferentes atores que vivem e/ou atuam em territórios biodiversos impactados e/ou vulneráveis. Nos últimos 12 anos, as consultorias se ampliaram para os territórios de Mata Atlântica, da Amazônia e do Semiárido brasileiro. Mariana é integrante das Redes Ouvidoria do Mar e Painel Mar, nesta última sendo membro do Programa Horizonte Oceânico Brasileiro (HOB). Ambas as redes são coletivos colaborativos baseados na convergência social, científica e política de atores que trabalham para a conservação e manejo dos recursos naturais, buscando empoderar comunidades locais e subsidiar políticas públicas para o alcance do Desenvolvimento Sustentável. Mariana representa o Instituto Água e Saneamento em Redes e Parcerias, desenvolvendo pautas comuns com diferentes organizações, dentre as quais o Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030 da ONU (GTAGENDA 2030), tendo como principal objetivo a produção do Relatório Luz com ênfase no ODS 6 Água Potável e Saneamento.

Marta Irving (PPED/IE-UFRJ)

Marta Irving (PPED/IE-UFRJ)

Doutorado em Ciências (Universidade de São Paulo). Pós-doutorado sênior em Gestão Social da Biodiversidade no Departamento de Ecologia e Gestão da Biodiversidade do Museu Nacional de História Natural (MNHN) e na Escola de Estudos Avançados em Ciências Sociais (EHESS) ambos em Paris, França. Alguns temas estão atualmente associados a seus projetos de pesquisa, como conservação da biodiversidade, áreas protegidas e patrimônio, em conjunto com a questão climática e políticas setoriais relacionadas, à luz da Agenda 2030.

Maria Lúcia Brzezinski (UNILA)

Maria Lúcia Brzezinski (UNILA)

É Doutora em Direito Internacional e Integração Econômica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2011), Mestre em Direito, na área de Relações Internacionais, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006) e Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná (2000). É Professora Adjunta da Universidade Federal da Integração Latino-americana - UNILA, com atuação no curso de Administração Pública e Políticas Públicas, que coordenou entre setembro de 2017 e setembro de 2019. Pesquisa temas ambientais.

Esther Dweck (IE-UFRJ)

Esther Dweck (IE-UFRJ)

É Professora Associada do Instituto de Economia da UFRJ. Possui doutorado em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com período-sanduíche no LEM da Scuola Sant'Anna, em Pisa, Itália. Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Economia do Setor Público do IE-UFRJ. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia do Setor Público, Crescimento e Desenvolvimento Econômico. Entre junho de 2011 e março de 2016, atuou no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, no cargo de Chefe da Assessoria Econômica (2011-2014) e como Secretária de Orçamento Federal (2015-2016).

Claudia Lucia Bisaggio Soares (UNILA)

Claudia Lucia Bisaggio Soares (UNILA)

Possui Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ (1989), Mestrado em Economia pela Universidade de Lisboa/UL (1998) e Doutorado em Ciências Humanas pela Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC (2006). É Professora Associada da Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA. É coordenadora do GIRA - Grupo Interdisciplinar em Racionalidades, Desenvolvimento e Fronteiras; grupo de pesquisa do CNPQ e núcleo de pesquisa e extensão da UNILA. Desenvolve pesquisa em teoria econômica e epistemologia das ciências sociais, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento, racionalidades, ecodesenvolvimento, economia solidária, moeda social, finanças solidárias, indicadores socio-econômicos e ambientais, análise em socioeconomia e planejamento em saúde pública. Tem experiência na área de planejamento e sistemas de informação. Esteve em pós-doutorado no CES- Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra atualizando a pesquisa sobre moedas sociais, complementares e sobre finanças solidárias no contexto europeu.

Rodrigo Luiz Medeiros da Silva (UNILA)

Rodrigo Luiz Medeiros da Silva (UNILA)

Economista pela USP, Mestre em Economia pela Unicamp e Doutor em Sociologia pela USP, com uma formação acadêmica equilibrada entre a Economia, a Sociologia do Desenvolvimento e as Relações Internacionais. Realiza pesquisas sobre política industrial comparada em países de recente industrialização. Atualmente é Professor Associado de Economia Internacional do Instituto Latino-americano de Economia, Sociedade e Política (ILAESP) da Unila, a Universidade Federal da Integração Latino Americana. Já foi professor do Departamento de Sociologia da USP, tendo lecionado no curso de graduação em Relações Internacionais do IRI/USP. Foi coordenador de curso de Ciências Econômicas da UNILA (2013 - 2016). Atualmente é Pró-reitor de Relações Institucionais e Internacionais da UNILA.

Lionello Franco Punzo (Universidade de Siena)

Lionello Franco Punzo (Universidade de Siena)

Professor de Economia. Palestrante em Macroeconomia e Economia de Turismo Sustentável. Membro do Centro de Estudos sobre Desigualdade e Desenvolvimento da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro. Foi consultor em projetos de desenvolvimento do Banco Interamericano de Desenvolvimento, EuropAid, da Cooperação Internacional Italiana.

Moisés Balestro (UnB, INCT/PPED)

Moisés Balestro (UnB, INCT/PPED)

É Doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília (2006) e Mestre em Administração pela UFRGS (2002). É Professor Associado na Universidade de Brasília no Programa de Pós-Graduação de Estudos Comparados sobre as Américas no Departamento de Estudos Latino-Americanos. Realizou Pós-Doutorado no Instituto de Ciência Política da Goethe Universität (2014-2015). Pesquisador na área de sociologia econômica. Lidera o Grupo Estudos Comparados de Sociologia Econômica no CNPQ Suas áreas de interesse são diversidades do capitalismo com especial ênfase no Sul Global, construção de mercados, inovação e desenvolvimento. É membro da Society for the Advancement of Socio-Economics (SASE), da World Interdisciplinary Network for Institutional Research (WINIR). Possui artigos em periódicos e capítulos de livros em temas sobre Estado e desenvolvimento, inovação, economia política do agronegócio e desenvolvimento rural. É pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégia e Desenvolvimento (INCT/PPED), estando vinculado à linha Estado, Variedades de Capitalismo e Políticas de Desenvolvimento em Países Emergentes, especialmente os BRICS.

Vera Cepêda (UFSCar)

Vera Cepêda (UFSCar)

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1992), mestrado e doutorado em ciência política pela Universidade de São Paulo - USP (1998; 2004) e pós-doutorado em ciência política pelo IESP/UERJ (2016). Atualmente é professora do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos/UFSCar na graduação, atuando no Programa de Pós-graduação em Ciência Política (PPGPol) e no Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS). Desenvolve pesquisas no campo do pensamento político e social brasileiro, em especial nos temas das interpretações sobre o Brasil, na atuação de instituições, intelectuais e teorias ligados ao problema do desenvolvimento, da democracia e das capacidades e ação do Estado em contexto periférico. Pesquisa também o processo de construção e os resultados de políticas públicas para inclusão social e equidade em período recente. Lidera o grupo de pesquisa Ideias e instituições para o desenvolvimento e a democracia (CNPq) e atualmente é membro da diretora do Centro Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento.

Alexandre Gomide (IPEA

Alexandre Gomide (IPEA)

Possui doutorado em Administração Pública e Governo pela FGV-SP (2011), com período sanduíche no departamento de Ciência Política da UC Berkeley (2009); mestrado em Economia pela UFRGS (1998); e bacharelado em Ciências Econômicas pela UFU (1992). Concluiu período de pós-doutorado como Visiting Scholar na Escola de Política e Estratégia Global (GPS) da Universidade da Califórnia, em San Diego (2019-20). É integrante da carreira de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) desde 1997. No Ipea, foi por duas vezes diretor de Estudos e Políticas do Estado, Instituições e Democracia (2011-12 e 2017-19); Diretor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Políticas Públicas e Desenvolvimento (2017-19); Chefe da Assessoria Técnica do gabinete da presidência (2015-16); e diretor de Cooperação e Desenvolvimento (2006-7). Foi diretor de Regulação e Gestão do Ministério das Cidades (2004-7) e diretor de Programas de Mobilidade Urbana do PAC, no Ministério do Planejamento e Gestão (2013), entre outros cargos de direção e assessoramento superior no governo federal e em governos subnacionais. Foi coordenador acadêmico do Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Desenvolvimento do Ipea (2015-16). É docente permanente do Programa de Mestrado Profissional em Administração Pública do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP). É também professor colaborador dos cursos de especialização, aperfeiçoamento e formação para carreiras da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Atualmente, coordena projetos de pesquisa sobre capacidades estatais, burocracia e política públicas. Seus trabalhos de pesquisa já foram publicados na DADOS Revista de Ciências Sociais, Governance, International Review of Administrative Sciences, Organizações & Sociedade, Public Utilities, Revista de Administração Pública, Revista de Sociologia e Política, entre outros periódicos científicos qualificados. Também é organizador de livros e autor de capítulos de livro e Textos para Discussão publicados pelo Ipea.

Michelle Morais de Sá e Silva (Universidade de Oklahoma)

Michelle Morais de Sá e Silva (Universidade de Oklahoma)

É professora no College of International Studies, University of Oklahoma. Ela também é co-diretora do Center for Brazil Studies da University of Oklahoma. É PhD e Mestre em Educação Comparada e Internacional pela Columbia University. Possui também mestrado em Development Studies - Estudos sobre Desenvolvimento - pelo International Institute of Social Studies, Erasmus University Rotterdam, e graduação em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília. Realizou estudos pós-doutorais no Carr Center for Human Rights Policy da Harvard Kennedy School of Government. Foi coordenadora de programas de pós-graduação e professora da Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Sua agenda de pesquisa inclui Políticas Públicas, Direitos Humanos e Cooperação Internacional, particularmente Cooperação Sul-Sul.

Pablo Andrade Andrade (Universidade Andina Simón Bolívar)

Pablo Andrade Andrade (Universidade Andina Simón Bolívar)

Graduado em Psicologia Clínica, Pontifícia Universidade Católica do Equador, Quito; Mestre em Ciências Políticas, Facultade Latino-americana de Ciências Sociais, Equador, Quito (FLACSO-E); PhD em Social and Political Thought, York University, Toronto (YU).

Charles Pessanha (IE-UFRJ)

Charles Pessanha (IE-UFRJ)

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense, mestrado em Ciência Política, pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo, pós-doutorado pela Universidade de Londres, U.K, e pela École de Hautes Études en Science Sociales, Paris, França.. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Teoria Política e Estudos de Instituições. Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, Editor Emérito de DADOS - Revista de Ciências Sociais e Membro do Conselho Científico do Centro de Altos Estudos, da Casa de Ruy Barbosa.

Cristiano Monteiro (UFF)

Cristiano Monteiro (UFF)

Professor Associado do Departamento de Sociologia e Metodologia das Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia do Instituto de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde também concluiu o Mestrado em Sociologia e o Bacharelado em Ciências Sociais. Foi membro do Conselho Fiscal da Sociedade Brasileira de Sociologia (2019-2021) e Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013-2019). Entre 2006 e 2015, foi professor do campus Volta Redonda da UFF, onde participou da criação do Instituto de Ciências Humanas e Sociais, do qual foi vice-diretor e chefe pro-tempore do Departamento Multidisciplinar, além de ter participado da fundação do Mestrado Profissional em Administração, ao qual esteve credenciado entre 2013 e 2016. Anteriormente, foi professor horista em universidades particulares no Rio de Janeiro e Professor Substituto na Universidade Estadual do Ceará. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Econômica e abordagens neo-institucionais, atuando principalmente nos seguintes temas: política e economia, dependência de trajetória x mudança institucional e estratégias de desenvolvimento.

Renato Boschi (INCT/PPED, IESP/UERJ)

Renato Boschi (INCT/PPED, IESP/UERJ)

É doutor em Ciência Política - University of Michigan - Ann Arbor. Foi professor titular do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (DCP-UFMG), atualmente aposentado. Desde 2010 é professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ) após ter atuado como pesquisador e professor do IUPERJ por 40 anos. É coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED) e do Núcleo de Estudos do Empresariado, Instituições e Capitalismo (NEIC/IESP-UERJ). Na área de Ciência Política tem pesquisado e publicado principalmente nos seguintes temas: formação do Estado, democracia, políticas públicas, empresários, representação de interesses, desenvolvimento e política comparada, com ênfase em América Latina. Integrou a "Cátedra Hélio Jaguaribe" do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

María Alejandra Nicolás (UNILA)

María Alejandra Nicolás (UNILA)

Professora da área de Administração Pública e Políticas Públicas e do Mestrado em Políticas Públicas e Desenvolvimento da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), Brasil. Doutora e Mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Brasil. Especialista em Gestão de Programas, Projetos e Políticas Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), Brasil. Graduada em Ciência Política pela Universidade de Buenos Aires (UBA), Argentina. Tem experiência na área de políticas públicas, internet e política e democracia digital.

Antonio Márcio Buainain (IE-UNICAMP, INCT/PPED)

Antonio Márcio Buainain (IE-UNICAMP, INCT/PPED)

Professor livre docente do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pesquisador sênior do Instituto de Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégia e Desenvolvimento (INCT/PPED) e do Núcleo de Economia Agrícola e Meio Ambiente (NEA/IE/Unicamp). Foi organizador e coautor dos livros “Propriedade Intelectual e Inovação na Agricultura”, 2o Lugar no 63o Prêmio Jabuti, 2016, e “Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento: desafios para o Brasil”. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Agrícola, Propriedade Intelectual e inovação. Temas de pesquisa: reforma agrária, agricultura familiar, inovação tecnológica, agronegócio e propriedade intelectual.

Sílvia Zimmermann (UNILA)

Sílvia Zimmermann (UNILA)

Professora Adjunta da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Pós-Doutora pelo Observatório de Políticas Públicas para Agricultura (OPPA/CPDA/UFRRJ). Doutora de Sociologia em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2011). Estágio doutoral na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris, França (2009/2010). Mestrado em Desenvolvimento Agricultura e Sociedade CPDA/UFRRJ (2006). Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (2002). Tem experiência na área da agricultura, com ênfase em sociologia rural, atuando principalmente nos temas de políticas públicas para agricultura, desenvolvimento rural, desenvolvimento territorial, segurança alimentar e nutricional e espaços públicos para construção de políticas públicas. Pesquisadora do Observatório de Políticas Públicas para Agricultura (OPPA); do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT/PPED/UFRJ) e do Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional (CERESAN).

Junior Ruiz Garcia (UFPR)

Junior Ruiz Garcia (UFPR)

Embaixador do Parent in Science, professor do Curso de Graduação em Ciências Econômicas e do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Econômico (PPGDE) do Departamento de Economia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Bacharel em Ciências Econômicas pela UFPR (2005), mestre em Desenvolvimento Econômico Agrícola e Agrário (2007) e doutor em Desenvolvimento Econômico Espaço e Meio Ambiente (2012) pelo Instituto de Economia da Unicamp. Coordenador do Grupo de Estudos em MacroEconomia Ecológica (www.gemaeco.ufpr.br) e diretor executivo da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (www.ecoeco.org.br) (Tesoureiro 2018-2019; vice-presidente 2020-2021). Áreas de atuação: macroeconomia ecológica, economia ecológica, economia aplicada, economia agrária, agrícola e regional e valoração e gestão dos recursos naturais.

Maria Tereza Leopardi (IE-PPED/UFRJ)

Maria Tereza Leopardi (IE-PPED/UFRJ)

Advogada (PUC-Campinas, 1984) e doutora em Economia pela Universidade Estadual de Campinas - IE/UNICAMP (1995). É Professora Associada do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e faz parte do corpo docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Desenvolvimento (PPED), do qual foi coordenadora (2017-2022). Tem experiência de pesquisa na área de Direito & Economia, trabalhando numa perspectiva interdisciplinar, em temas como direitos de propriedade, defesa da concorrência, regulação, concorrência e propriedade intelectual, direito e políticas públicas.

Allan Rocha (ITR-UFRRJ, INCT – Proprietas)

Allan Rocha (ITR-UFRRJ, INCT – "Proprietas")

Professor, Pesquisador, Advogado e Consultor Jurídico em direitos autorais e suas interfaces. Atualmente pesquisa os sistemas e novas formas de apropriação dos bens intangíveis, especialmente aqueles relacionados ao conhecimento, informação e cultura, em particular no que tange à inovação e aos desafios tecnológicos. Professor e pesquisador no curso de Direito no Instituto Três Rios na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (ITR-UFRRJ); no Programa de Pós-Graduação (stricto sensu) em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (PPED), no Instituto de Economia, UFRJ; no curso de pós-graduação lato sensu em Propriedade Intelectual da PUC-RJ; no mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (PROFNIT) no Instituto Federal Fluminense (Campos dos Goytacazes). Consultor em Direitos Autorais da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Diretor Científico do Instituto Brasileiro de Direitos Autorais. Pós Doutorado em Direito Comparado na Faculty of Law, Oxford University. Doutor em Direito Civil pela UERJ. Pesquisador e Vice-Coordenador do Instituto Nacional de Tecnologia (INCT) "Proprietas" (PPGH-UFF). Experiência de Consultoria em Organizações Internacionais (UNESCO, OMPI) e Governo Federal (Ministério da Cultura, Ministério da Saúde).

 Emiliano Brunet (UFRJ)

Emiliano Brunet (UFRJ)

Doutor em Ciência Política - IESP/UERJ (01/2017). Mestre em Ciência Política - IESP/UERJ (12/2011). Graduado em Direito pela UERJ (1999). Professor Adjunto de Direito Administrativo e Políticas Públicas da Faculdade Nacional de Direito/UFRJ, lecionando regularmente a disciplina "Políticas Públicas e Inclusão Social" e desenvolvendo pesquisa nesta seara. Pesquisador do Grupo Estado, Direito e Políticas Públicas - USP (2019-atual). Coordenador do GIDESPP - Grupo de Estudos das Instituições Democráticas, Sociedade e Políticas Públicas da FND-UFRJ (2019-atual). Membro do Ministério Público (MPRJ) desde 2000 e Titular da 2ª Promotoria de Justiça de Proteção à Educação da Capital. Detém experiência na área de políticas públicas, em especial na seara da educação. Atualmente desenvolve as seguintes pesquisas: (i) Direito e políticas públicas: método e aplicações; (ii) O Estado social em (re)construção: Direito, política e políticas públicas e (iii) Capacidades Estatais e Políticas Públicas Tais pesquisas têm em comum a busca de abertura do direito a uma abordagem interdisciplinar - em diálogo, especialmente, com a economia e a ciência política - focada no Estado e nas políticas públicas orientadas ao desenvolvimento.

Alcides Gussi (UFC)

Alcides Gussi (UFC)

Graduado em História, Mestre em Antropologia Social e Doutor em Educação (Área Educação, Sociedade, Cultura e Política) pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP . Realizou pós-doutorado em Análise e Avaliação de Políticas Públicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, em 2016. Professor Associado do Departamento de Estudos Interdisciplinares - DEINTER da Universidade Federal do Ceará- UFC. Professor do do Curso de Gestão de Políticas Públicas - GPP. Atua como professor permanente nos Programas de Pós-Graduação em Avaliação de Políticas Públicas (Acadêmico e Profissional) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira (Linha de Pesquisa Antropologia da Educação) da Faculdade de Educação - FACED/UFC. É participante externo convidado do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Estratégia e Desenvolvimento - PPED/UFRJ. Coordena o NUPPAA - Núcleo de Políticas Públicas: Análise e Avaliação do Instituto Nacional em Ciência e Tecnologia - INCT/PPED/UFRJ e o NUMAPP - Núcleo Multidisciplinar em Avaliação de Políticas Públicas - UFC . É editor da AVAL - Revistas Avaliação de Políticas Públicas. Atua nas áreas de Avaliação de Políticas Públicas, Antropologia e Políticas Públicas, e Antropologia e Educação, trabalhando, particularmente, com os temas: epistemologia da avaliação; metodologias qualitativas e etnografias em avaliação de políticas públicas; políticas educacionais; políticas públicas, diversidade e marcadores de diferenças; políticas de microcrédito e microfinanças solidárias, tecnologias e inclusão sociodigital, narrativas biográficas, identidades sociais e memória.

Breynner Oliveira (UFOP)

Breynner Oliveira (UFOP)

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui graduação em Ciências Econômicas pela mesma universidade e em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Ouro Preto. Professor do Programas de Pós-Graduação em Educação e Economia Aplicada. Tem experiência na área de políticas públicas, com ênfase em implementação, avaliação e monitoramento de políticas sociais e educacionais. Desenvolve pesquisas no campo da avaliação e implementação de políticas educacionais e sociais vinculadas às instituições e organizações no nível local, com foco nos processos decisórios, na percepção dos atores envolvidos, nas estratégias de implementação, nos efeitos institucionais produzidos e na dinâmica de trabalho dos sujeitos a elas vinculados.

Paulo Jannuzzi (ENCE/IBGE)

Paulo Jannuzzi (ENCE/IBGE)

É Professor da Escola Nacional de Ciências Estatísticas - ENCE/IBGE, pesquisador PQ/CNPq no projeto Informação Estatística e Políticas Públicas no Brasil: uma análise temporal e comparativa internacional. Professor colaborador da Escola Nacional de Administração Pública e da FACE/Universidade Federal de Goiás. Informações complementares: Foi Secretário de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério de Desenvolvimento Social, membro do Painel de Especialistas em Avaliação do International Evaluation Office do Programa das Nações Unidas em Nova York, membro do Conselho Consultivo da Associação Nacional de Ensino e Pesquisa no Campo de Públicas (gestão 2020-2021 e 2022-2023) e membro do Conselho Consultivo da Associação Brasileira de Estudos Populacionais (Gestão 2021-2022). Professor do curso de Gestão da Avaliação da Faculdade Cesgranrio (licenciado) Formação acadêmica: Graduado em Matemática Aplicada e Computacional pela UNICAMP, Mestrado em Administração Pública pela EAESP/FGV, Doutorado em Demografia pela UNICAMP, Especialização em Sociedade e Política pelo IESP/UERJ e pos-doutorado na EBAPE/FGV. Trajetória profissional: foi analista de sistemas na Unisys, Agente Censitário Municipal no Censo Demográfico 1991, professor, assessor técnico da Pro-Reitoria de Pós-Graduação, coordenador do Curso de Especialização em Gestão Pública e coordenador de Pesquisa do Centro de Economia e Administração na PUC-Campinas, analista de projetos e assessor técnico da Diretoria da Fundação Seade, colaborador da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV. É autor dos livros Indicadores Sociais do Brasil (Alinea, 2017,6a.ed), Monitoramento e Avaliação de Programas Sociais (Alinea, 2016) e Migração e Mobilidade Social (Autores Associados, 1999).

Carlos Henrique Santana (UNILA)

Carlos Henrique Santana (UNILA)

É Doutor em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP-UERJ) e Professor Adjunto da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Já foi pesquisador visitante na UC Berkeley e do National Institute of Public Finance and Policy (Nova Delhi). Realizou estágio de pós-doutorado na Universidade Técnica de Darmstadt (Alemanha), com bolsa Capes-Humboldt, e no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT-PPeD). Foi também pesquisador bolsista do Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Seus interesses de pesquisa se concentram principalmente na economia política comparada, com ênfase na política industrial, no papel dos investidores institucionais, integração regional e na infraestrutura e transição energética entre grandes economias emergentes, como Brasil, Índia, Rússia e China. Mais recentemente, ele também iniciou pesquisas sobre sistemas algorítmicos de tomada de decisão e comportamento eleitoral no Brasil.

Thadeu Figueiredo Rocha (Fundação Eletros)

Thadeu Figueiredo Rocha (Fundação Eletros)

Formado em Economia (UFMG), Administração de Empresas (UNA-MG) Especialização em Economia da Energia (IE/COPPEAD/UFRJ), Especialização em Gestão de Estatais (UNICEUB), Mestrado em Ciência Política (PPGCP-UFF) e Doutorado em Ciência Política (PPGCP-UFF). Já realizei vários cursos sobre projeções de mercado, regulação, governança, comercialização e tarifas de energia elétrica. Fui estagiário de Economia da Área de Mercado da Cemig nos anos de 2001/02, realizando estudos de economia regional e dos setores eletrointensivos. A partir de 2003, já como economista concursado da Eletrobras, lotado na Diretoria de Engenharia, passei a desenvolver estudos sobre Projeções do Mercado de Longo Prazo, Grandes Consumidores Industriais, Cenários Econômicos Nacionais e Regionais, Estudos Tarifários e de Créditos de Carbono. Fui eleito o 1º representante dos empregados no Conselho de Administração da Eletrobras em 2012 e reeleito em 2013, para mandato até abril de 2014. Na Eletrobras, já fui Assistente da Superintendência de Regulação da Diretoria de Regulação da Eletrobras (2014/16) e atualmente sou o Gerente do Depto de Renumeração, Desempenho e Carreira da Eletrobras, posição que ocupo desde 2017. Adicionalmente, já representei a Eletrobras no Conselho de Administração da Eólica Ventos do Sul (2019/2020) e em comitês técnicos da Norte Energia.

Claudio Amitrano (IPEA)

Claudio Amitrano (IPEA)

Graduado em economia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Claudio Amitrano é Doutor em economia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), instituição onde fez mestrado e atuou como professor e pesquisador junto ao Centro de Conjuntura e Política Econômica (CECON). No Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), participou do programa de formação de quadros profissionais e trabalhou como pesquisador na área de Desenvolvimento e Trabalho. Na Universidade de Sussex (Inglaterra) foi visiting fellow no Institute of Development Studies (IDS). Fez Pós-Doutorado no Departamento de Economia da UNB e na School of Oriental and African Studies (SOAS) da Universidade de Londres e, em 2019, foi pesquisador visitante no Centre d?Économie de Paris Nord (CEPN) da Universidade de Paris 13 Sorbonne). Como Técnico de Planejamento e Pesquisa da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (DIMAC) do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), realizou diversos estudos sobre crescimento econômico, mercado de trabalho e economia brasileira, assim como ocupou os cargos de Coordenador da área de Crescimento, Desenvolvimento Econômico e Distribuição de Renda e de Diretor Adjunto. Vencedor do Prêmio CAPES de melhor tese de doutorado em economia (edição 2011), tem se dedicado, sobretudo, a pesquisas sobre crescimento e desenvolvimento econômico e macroeconomia heterodoxa. Atualmente é coordenador do Mestrado em Políticas Públicas e Desenvolvimento do IPEA (2014-2015 e 2017-2021), bem como professor visitante do Programa de Mestrado Profissional em Economia da FGV-DF.

Roberta Rodrigues Marques da Silva (UNIRIO)

Roberta Rodrigues Marques da Silva (UNIRIO)

Coordenador e líder do Grupo de pesquisa sobre desenvolvimento, complexo econômico industrial e inovação em saúde (GIS/FIOCRUZ); professor e pesquisador do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz (DAPS/ENSP/FIOCRUZ). Foi Secretário de Programas de Desenvolvimento Regional do Ministério de Integração Nacional; Secretário de Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde; e Secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial no Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Martina Gamba (Universidade Nacional de La Plata, Argentina)

Martina Gamba (Universidade Nacional de La Plata, Argentina)

Professora de física en UNLP e pesquisadora assistente –  CONICET/CETMIC, Argentina.

Nirvia Ravena (NAEA-UFPA, INCT-PPED)

Nirvia Ravena (NAEA-UFPA, INCT-PPED)

Professora Titular do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos-NAEA/UFPa. Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará (1988); Mestrado em Planejamento do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Pará (1994) e Doutorado em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia) pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro/IUPERJ(2004). Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido-PPGDSTU do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) programa que coordenou no período de Novembro de 2010 a junho de 2011 . É pesquisadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED). Consultora do Global Environment Facility-GEF em Governabilidade da Água no projeto Gestão Integrada e Sustentável dos Recursos Hídricos Transfronteiriços da Bacia Amazônica, considerando a Variabilidade Climática e a Mudanças Climática?. Professora Visitante Senior da Universidade de Leeds-Beckett em 2019 .Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Políticas Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas: Governança, Regulação, Ação Coletiva, Comportamento Político e Comportamento Ambiental.

Carlos Eduardo Young (IE-UFRJ, INCT/PPED)

Carlos Eduardo Young (IE-UFRJ, INCT/PPED)

Professor Titular do Instituto de Economia da UFRJ, Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED) e Professor Colaborador dos Programas de Ciências Ambientais da Universidade Estadual do Mato Grosso (PPGCA-UNEMAT) e Ciências Ambientais e Sustentabilidade na Amazônia (PPGCASA-UFAM). É coordenador do Grupo de Economia do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (GEMA - IE/UFRJ).

Pedro Staevie (UNILA)

Pedro Staevie (UNILA)

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002) , Mestrado em Economia pela Universidade Federal de Uberlândia (2004) e Doutorado em Desenvolvimento Socioambiental em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PDTU/NAEA) na UFPA (2012). Em 2004 exerceu a docência na Universidade Federal de Uberlândia e no ILES/ULBRA em Itumbiara - GO. Entre 2004 e 2013 foi docente da UFRR. Coordena o grupo de pesquisa "Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Amazônia" (NEIAM) na Unila, registrado junto ao CNPQ. Atua principalmente nas áreas de Migrações (históricas e contemporâneas), Formação Econômica do Brasil e da Amazônia, História Econômica Geral e do Brasil, Economia Solidária e Economia Urbana, Economia da Amazônia. Professor do Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Desenvolvimento da UNILA.

Mamadou Diallo (UNILA)

Mamadou Diallo (UNILA)

Possui graduação em Administração pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2008), mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2011), doutorado em Estudos Estratégicos Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015) e doutorado em Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015). Atualmente é professor adjunto c2, da Universidade Federal de Integração Latino Americana, pesquisador do Instituto Sul-Americano de Política e Estratégia,, pesquisador do Centro Brasileiro de Estudos Africanos, professor da Universidade Federal da Integração Latino-Americana e professor adjunto c2, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Política Internacional, atuando principalmente nos seguintes temas: áfrica, geopolítica, tríplice fronteira, brasil e estados unidos da america-eua.

Juan Agulló (UNILA)

Juan Agulló (UNILA)

Possui um Doutorado em Sociología (École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris, França, 2003, com una tese orientada pelo Dr. Michäel Löwy). Atualmente ele é Professor Adjunto da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) vinculado ao Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política (ILAESP) e ao Mestrado em Integração Contemporânea de América-Latina (ICAL). Tem experiência de ensino nas áreas de Sociologia, Ciência Política e Relações Internacionais, com ênfase em Estudos Latino-Americanos, pesquisando principalmente nas áreas seguintes: 1) Geopolítica, 2) Fronteiras; 3) Diâsporas e 4) Sociologia Política (se especializa no México, na América Central, nos Caribes e na Venezuela). Desde 2021 é membro do Conselho Executivo (Board of Directors) da Association for Borderlands Studies (ABS, Associação Internacional de Estudos de Fronteira) e do Conselho Editorial de Ibercampus (Espacio euro-iberoamericano de diálogo sobre la innovación social, profesional y académica, Espanha). Ele atua, também, como coordenador do grupo de pesquisa Geopolítica Crítica, Sociologia do Desenvolvimento e Fronteiras (CNPq). Ele é membro de mais dois grupos de pesquisa do Conselho Latino-Americano de Ciencias Sociais (CLACSO: Geopolítica, integração regional e sistema mundial e Estado, Desarrollo y Desigualdades Territoriales). Faz parte da Latin American Studies Association (LASA). É avaliador de quatro revistas acadêmicas latino-americanas (incluindo Estudios Latinoamericanos da UNAM, México). Fala cinco idiomas. Em 2022 ele atuará como co-coordenador do Diplomado Superior em Geopolítica (CLACSO) A maioria dos seus trabalhos e pesquisas estão disponíveis em ResearchGate.

Carmen Teresa Gabriel (UFRJ)

Carmen Teresa Gabriel (UFRJ)

Concluiu o Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) em 2003. É bacharel e licenciada em História pela Universidade Federal Fluminense (1980), possui pós-graduação em Estudos do Desenvolvimento pelo Institut d´Études du Développement - IUED (1982 Genebra) e mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1999). Realizou pós-doutorado na Université des Sicences Humaines de Lille 3 (França) com apoio da CAPES agosto 2014-julho 2015). Coordenou de 2009 à 2013 o Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da UFRJ (PPGE). Coordenou o PIBID/História da UFRJ de 2009-2013. Entre 2011-2013 integrou a diretoria da ANPED. Desde 2011 é Professora Titular de Currículo da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Exerceu o cargo de Diretora na Faculdade de Educação entre 2016 a 2019. Atualmente coordena o Comitê Permanente do Complexo de Formação de Professores (CFP) da UFRJ. É bolsista de produtividade de Pesquisa do CNPq e Cientista do Nosso Estado /CNE (FAPERJ). Atua em orientação, pesquisa e docência nas áreas de Currículo e de Ensino de História na graduação (Curso de Pedagogia e de Licenciatura de História da UFRJ) e nos programas de Pós-graduação em Educação (PPGE /UFRJ) e programa de Pós-graduação em ensino de História (PROFHistória/IH/UFRJ). Coordena o grupo de pesquisa Currículo, Conhecimento e Ensino de História (GECCEH) e integra também como pesquisadora o Núcleo de Estudos de Currículo - NEC da Faculdade de Educação/UFRJ , o Laboratório de Estudos e Pesquisa em Ensino de História (LEPEH) e o grupo de pesquisa interinstitucional Oficinas da História. Participa ainda de grupos de pesquisa no Centre Interuniversitaire de Recherches en Education de Lille (CIREL). Possui publicações em periódicos qualificados nacionais e internacionais, capítulos de livros e em anais nas áreas do Currículo e do Ensino de História. Suas pesquisas recentes, financiadas pelo CNPq, CAPES e FAPERJ operam com o entendimento de currículo como espaço biográfico em meio à estruturação discursiva de uma ordem social desigual, focalizando a articulação entre processos de subjetivação docente/discente e de objetivação do conhecimento em diferentes contextos de formação.

Maria Fernanda Elbert (UFRJ)

Maria Fernanda Elbert (UFRJ)

Possui graduação em Bacharelado em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991), mestrado em Matemática pela Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (1992) e doutorado em Matemática pela Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (1998). Atua principalmente nos seguintes temas: Imersões isométricas, hipersuperfícies de curvatura média constante, curvaturas de ordem mais altas (r-média). Atualmente é Professora Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde já atuou como Coordenadora do curso de Bacharelado em Matemática, como Chefe do Departamento de Matemática, como Coordenadora da área de Matemática do Programa Institucional de Bolsas de Incentivo à Docência - PIBID e como Vice Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Matemática.

Daniel Puig (UFSB)

Daniel Puig (UFSB)

Daniel Puig (1970) trabalha entre arte, educação, música e tecnologia, e é professor do Centro de Formação em Artes e Comunicação na Universidade Federal do Sul da Bahia (CFAC-UFSB). É Pesquisador Colaborador da Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA-USP), no qual concluiu o pós-doutorado em Educação em 2021. É professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Na UFSB, é membro do Grupo de Pesquisa em Poéticas Tecnológicas, atuou na implantação da universidade, coordenou a implantação da interface pioneira universidade-escola e das licenciaturas interdisciplinares, e foi Pró-Reitor de Gestão Acadêmica. Daniel Puig é Doutor em Música pela UNIRIO, com estágio de 2 anos na Universität der Künste, UdK-Berlim, Alemanha (Bolsa do DAAD), e Mestre em Composição (Música e Tecnologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, onde também cursou a Licenciatura em Ed. Artística com Habilitação em Música. Entre outras escolas, foi professor do Colégio de Aplicação, CAp-UFRJ, por mais de 20 anos, atuando na educação musical e formação de professores.

Marta Castilho (UFRJ)

Marta Castilho (UFRJ)

Possui doutorado em Sciences Economiques na Université Paris 1 Pantheon-Sorbonne (1999), DEA (equivalente ao mestrado) em Economie Developpement et Economie Internationale na mesma universidade (1995), mestrado em Economia da Indústria e da Tecnologia (1994) e graduação em Ciências Econômicas (1991) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991). Atualmente é Professora Associada do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde é Diretora Adjunta de Pós-graduação e coordena o Grupo de Indústria e Competitividade (GIC). É Editora da Revista de Economia Contemporânea. Esteve como Professora Visitante no Exterior (Bolsista CAPES) no Instituto Complutense de Estudios Internacionales (UCM, Madri) no ano acadêmico 2018-2019. Entre 2013 e 2017, coordenou o Programa de Pós-Graduação em Economia do Instituto de Economia da UFRJ. Entre 2003 e 2011, foi professora da Faculdade de Economia da Universidade Federal Fluminense. Já executou diversos projetos para instituições nacionais e internacionais, como Cepal, IPEA e ITC-UNCTAD/WTO, além de ter participado de projetos de pesquisa internacionais financiados pela Comissão Europeia, IRD e ANR (França). Já lecionou em universidades estrangeiras como Université de Paris Dauphine, Universidad Autónoma de Mexico, Université de Paris XIII e Sciences Po-Poitiers. Tem experiência na área de Economia Internacional, com ênfase em Comércio Internacional, Política Comercial e Acesso a mercados, Integração Produtiva e Comercial, além de ter realizado estudos nas áreas de Economia Industrial e Economia e Gênero.

Rodrigo Rosistolato (UFRJ)

Rodrigo Rosistolato (UFRJ)

Antropólogo especializado em temas educacionais. Doutor em Ciências Humanas (antropologia), professor do Programa de Pós-Graduação em Educação-PPGE e do Departamento de Fundamentos da Educação, da Faculdade de Educação da UFRJ. Seus trabalhos focalizam as relações existentes entre a educação escolar e as outras esferas da vida social. Atualmente, desenvolve pesquisas sobre estratégias familiares e projetos de escolarização nas camadas populares das cidades do Rio de Janeiro, Petrópolis e Duque de Caxias. Integra a equipe do LaPOpE. Laboratório de Pesquisa em Oportunidades Educacionais. Coordena e participa de projetos de pesquisa financiados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq e pela FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro. Associado efetivo da ABA - Associação Brasileira de Antropologia, da SBS - Sociedade Brasileira de Sociologia e da REIPPE - Rede de Estudos sobre Implementação de Políticas Públicas Educacionais. Membro do Grupo de Trabalho Ensino de Antropologia e a formação de antropólogos e antropólogas da Associación Latinoamericana de Antropologia. Membro do Ceape - Centro de Antropologia de Processos Educativos, localizado na UNICAMP. Foi Editor Chefe da Revista Contemporânea de Educação, da Faculdade de Educação da UFRJ. Atualmente é editor de seção da revista Estudos em Avaliação Educacional, da Fundação Carlos Chagas. Desde outubro de 2021 assumiu a coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Instituições parceiras