Eixos Temáticos

As diferentes linhas de pesquisa buscam preencher lacunas na interpretação, formulação e implementação de políticas públicas e lidar, a partir de uma postura inovadora e com base numa perspectiva comparativa, com a problemática contemporânea do desenvolvimento.

Linha 1 - Estado, Variedades de Capitalismo e Políticas de Desenvolvimento

Coordenadora: Doutora Maria Antonieta Leopoldi (PPGCP/UFF e PPED/UFRJ).
A linha constitui o eixo central do projeto e lança as bases conceituais que articulam a proposta do Instituto. O objetivo desta linha é analisar, à luz da literatura sobre variedades de capitalismo e da abordagem institucionalista, a trajetória de países emergentes na América Latina e na Ásia.
Consultores Internacionais:
Peter Evans (UCLA)
Linda Weiss (University of Sidney, Australia)
Robert Wade (London School of Economics, UK)
Diego Sanchez Ancochea (University of Oxford, UK)
Mahruk Doctor (University of Hull, UK)
PhillippeSchmitter (Professor Emérito do Department of Political and Social Science, European University Institute, Italia)

Linha 2 - Políticas Públicas, Instituições e Dinâmicas Tecnológicas

Coordenadora: Professora Doutora Ana Célia Castro (PPED/UFRJ).
A linha de pesquisa propõe analisar a nova dinâmica de inovação no agronegócio sob a ótica da mudança institucional e das políticas públicas; compreender a relação entre catching-up e propriedade intelectual a partir da abordagem de Governança do Conhecimento e combinar as perspectivas de políticas, instituições e conflitos de interesses na análise do Programa de Produção de Biocombustíveis.
Consultores Internacionais
Albert Keidel (Washington University, USA)
Barry Naughton (University of California, USA)
Benjamin Coriat (Université de Paris XIII)
Chen Lin (University of Tsinghua, China)
Fred Block (University of California, Davies, USA)
Gary Dimsky (University of Leeds, England)
Geoffrey Hodgson (University of Hertfordshire, England)
Giovanni Dosi (Sant´Anna School of Economics, Pizza, Italia)
Ha-Joon Chang (University of Cambridge, England)
JayatiGhosh (Jawaharlal Nehru University)
John Mathews (University of Sidney, Australia)
Jorge Ferrão (Universidade de Lúrio, Moçambique)
Liang Zheng (University of Tsinghua, China)
Manuel Heitor (Universidade Técnica de Lisboa, Portugal)
Mariana Mazzucato (University of Sussex, England)
Rainer Kattel (University of Tallin, Estonia)
ShulinGu (University of Tsinghua, China)
Ugo Pagano (University of Siena, Italia)
Xue Lan (University of Tsinghua, China)

Linha 3 – Biodiversidade, Recursos Naturais e Culturais

Coordenador: Professor Doutor Peter Herman May (CPDA/UFRRJ).
Agrega projetos de pesquisa estruturados em torno a três distintas "agendas". A aqui denominada "agenda verde", a partir de uma perspectiva que privilegia o território, aborda os serviços ambientais nas cadeias de valor, bem como estuda as relações benefício-custo ambiental em projetos de natureza distinta– conservação, turismo sustentável, biodiversidade. A chamada "agenda cinza" trata dos projetos relacionados com as convenções internacionais, como mudanças climáticas e desenvolvimento limpo, com claras implicações regulatórias. E, finalmente, a "agenda amarela" incorpora projetos que se estruturam a partir da preocupação com a gestão ambiental, pública e privada.
Desta forma, a linha 3 se estrutura a partir de uma perspectiva interdisciplinar e intersetorial, e busca compreender e interpretar de que forma as políticas ambientais se articulam com as demais políticas de desenvolvimento, a partir de um enquadramento que privilegia as relações sociedade-natureza, inspirada prioritariamente nas experiências brasileiras.
Consultores Internacionais
Alpina Begossi (UNISANTA)
Francisco José Mendes Duarte (Professor Visitante, UFV)
Robert Davenport (UC-Santa Cruz)
RoldanMuradian (Visitante, UFF)
Salvatore Bimonte (Univ. Siena)

Linha 4 – Política Externa, Regionalismo e Cooperação Internacional

Coordenadora: Professora Doutora Maria Regina Soares de Lima (IESP/UERJ)
A linha focalizará três dimensões da inserção internacional do Brasil e em perspectiva comparada com outras potências emergentes: política externa, processos de regionalismo e a cooperação internacional. Diante da ordem global em transformação, cujo contorno ainda é bastante impreciso, da perspectiva dos países do Sul e do Brasil em particular, são grandes as oportunidades mas também graves os desafios internacionais para a gestação e consolidação de um projeto de desenvolvimento, combinando crescimento econômico, inclusão social, redução das desigualdades e promoção da democracia.
Consultores Internacionais
MaximeSchoeman (University of Pretoria)
Karen Smith (University of Cape Town)
Christopher Hill (University of Cambridge)
Varun Sahni (Jawaharlal Nehru University)
Ana Covarrubias (Colegio de Mexico)
Bertrand Badie (Institut d’Études Politiques de Paris)