Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/inct/public_html/pesquisa/linhas/1/index.php on line 8
Linha de Pesquisa 1 | INCT/PPED

Linha de Pesquisa 1: Estado, Variedade de Capitalismos e Desenvolvimento em Países Emergentes

Coordenadora: Maria Antonieta Leopoldi

O presente Relatório compreende a produção e demais atividades acadêmicas levadas a efeito pelos pesquisadores - professores e estudantes – que integram a linha de pesquisa Estado, Variedades de Capitalismo e Desenvolvimento em Países Emergentes. No período de outubro de 2009 a abril de 2011, foram produzidos trabalhos publicados sob a forma de artigos ou sob a forma de papers apresentados em congressos, seminários e workshops, nacionais e internacionais, versando sobre os tópicos abaixo destacados: 

  • Balanço da literatura sobre Variedades de Capitalismo (VOCS), seu alcance e seus limites no que tange às mudanças ocorridas na América Latina, no período pós-reformas orientadas para o mercado, principalmente os trabalhos de Boschi, Renato; Condé, Eduardo; Diniz, Eli; Delgado, Ignacio G.; Gaitán, Flavio. e  Sanchez-Ancochea, Diego;

  • Avaliação do rendimento analítico da aplicação das diferentes tipologias aos países latino-americanos, notadamente os casos de países incluídos nas pesquisas do INCT/PPED, como Brasil, Chile, Argentina, México e Costa Rica (Boschi, R e Gaitán, F.; Eduardo Condé, E. e Delgado, I);

  • Avaliação do papel do Estado, tendo em vista a globalização e o novo momento histórico pós-reformas orientadas para o mercado. Capacidades estatais: modelo racional-legal weberiano, incorporação dos sinais do mercado e formas de participação democrática. Ênfase no reequipamento e modernização do Estado, no aperfeiçoamento das capacidades de implementação e coordenação das políticas, com destaque para as políticas industrial, de inovação e capacitação tecnológica (Boschi, R; Condé, E.; Diniz, E.; Delgado, I.; Esther, Ângelo; Gaitán, F.);

  • Articulação entre Estado e atores estratégicos, Estado e sociedade civil, com ênfase nos distintos desenhos institucionais e mecanismos de governança econômica (Diniz, E.;  Gomes, E.;  Gomes, J.; Leopoldi, M. A. e Pinho, C.);  

  • Controle externo do poder judiciário no Brasil e na Argentina (Pessanha, C.; Darrieux, R.; Taber, S.);

  • Articulação entre regimes produtivos, democracia, políticas sociais, mecanismos de inclusão social e criação de emprego; elites estratégicas e desenvolvimento: Brasil e Argentina (Boschi, R.; Chaves, M; Condé, E.; Delgado, I.; Gaitán, F.; Silva, D. A.; Vianini, F.);

  • Trajetórias nacionais, continuidades e mudanças: articulação empresariado industrial, modelos de desenvolvimento e capitalismo no Brasil a partir de 1930 até o momento atual; o contexto internacional, identificação dos pontos de inflexão na trajetória recente do país e a retomada da discussão sobre modelos alternativos de desenvolvimento (Diniz, E.;  Gomes, E.; Leopoldi, M. A.);

  • Desenvolvimento no período pós-reformas orientadas para o mercado: desenvolvimento e meio ambiente; desenvolvimento e política social; desenvolvimento e política industrial, políticas de inovação, ciência e tecnologia. Ênfase em perspectivas comparadas, incluindo América Latina, sudeste da Ásia, Coréia do Sul, Taiwan e outros (Botaro, N; Condé, E.; Delgado, I.; Fiani, R.; Lanzara, A);

  • Inserção da economia brasileira na ordem capitalista internacional entre 1990-2010; teorias do desenvolvimento econômico; história empresarial e teoria econômica; Estado e internacionalização de empresas públicas e privadas; agências governamentais e inserção internacional do Brasil; resposta nacionais à crise de 2008; mudanças recentes no mercado global, com a emergência da China, e seu impacto nos países emergentes (Castro, A. B.; Fiani, R.; Kersternetzky, J.; Leopoldi, M. A..; Prochnik, V.; Silva, D. A.);

  • Inserção externa, cadeias de valor global, multinacionais brasileiras, transferência internacional reversa de conhecimento (RKT – reverse knowledge transfer); (Prochnik, V.; Peçanha, V.);

  • Rede de empresas e difusão de rotinas organizacionais em pequenas empresas, sofware e clusters; arcabouço institucional e PMEs em perspectiva comparada (Gomes, E.; La Rovere, R.);

  • Organização e ação sindical dos trabalhadores focalizando o período pós-reformas orientadas ao mercado; relações capital-trabalho na empresa, qualificação e desenvolvimento; incorporação dos trabalhadores em conselhos decisórios de alto nível na América Latina ( Gomes, E.; Moraes, W.; Cunha, R.);

  • Análise comparada das relações trabalhistas na América Latina: Brasil, Argentina e México (Moraes, W.).